Seguidores

domingo, 8 de maio de 2011

Paulo Sérgio - Cantor

Paulo Sérgio

            Paulo Sérgio de Macedo, nasceu no Estado do Espírito Santos,  no dia  10 de Março de 1944 e faleceu em São Paulo, aos trinta e seis anos, de idade, em decorrência de um derrame cerebral. no dia  29 de Julho de 1980. Paulo Sérgio era filho do alfaiate Carlos Beath de Macedo e de Hilda Paula de Macedo.Porém, a veia artística já se desenhava cedo.
           Aos seis anos de idade, apareceram as caravanas de artistas de emissoras de rádio do Rio de Janeiro, Paulo Sérgio participou, ao fim do espetáculo, de um mini-concurso de calouros. Foi escolhido o melhor, passando a ser requisitado como atração especial em todas as festinhas da pequena Alegre.
           Iniciou sua carreira em 1968, no Rio de Janeiro, com a gravação da música "Última Canção". Paulo Sérgio  vendeu na época, 60 mil cópias em apenas três semanas, transformando seu intérprete num fenômeno de vendas. Paulo Sérgio lançou treze discos e algumas coletâneas, obtendo uma vendagem superior a oito milhões de cópias.
          Os anos 60 mexeu com  a juventude e Paulo Sérgio fez seu batismo no programa Hoje é Dia de Rock, comandado por Jair de Taumaturgo, o mais badalado entre os jovens do Rio. Posteriormente, passaria ainda por muitos outros programas de calouros, como o Clube do Rock, do saudoso Rossini Pinto, onde muitos outros ídolos que iriam formar o pessoal da Jovem Guarda se apresentaram. Em 1966, no filme Na Onda do Iê-iê-iê, Paulo Sérgio aparece como calouro do Chacrinha, cantando a canção Sentimental Demais de Altemar Dutra.
          Paulo Sérgio foi acusado  de que o mesmo era um imitador do cantor Roberto Carlos, então ídolo inconteste da juventude, dada a semelhança do seu timbre vocal. Como contrapartida, naquele mesmo ano Roberto Carlos lançaria o álbum O Inimitável.
          No dia 4 de Março de 1972, Paulo Sérgio se casou  com Raquel Teles Eugênio de Macedo, a qual conhecera num pequeno acidente de trânsito. O casamento aconteceu secretamente, numa cerimônia simples, em Castilho, pequena cidade do interior de São Paulo.
          Em 23 de maio de 1974, nascia Rodrigo, que mais tarde usaria artisticamente o cognome de Paulo Sérgio Jr. Além de Rodrigo, Paulo Sérgio tivera ainda duas filhas, Paula Mara e Jaqueline Lira, fruto de relacionamentos anteriores.
           No dia 27 de Julho de 1980, um domingo, Paulo Sérgio fez sua última apresentação na TV. Esta ocorreu no programa do apresentador Édson Cury (o Bolinha), da Rede Bandeirantes de Televisão, onde cantou duas músicas do seu último trabalho fonográfico: “O Que Mais Você Quer de Mim” e “Coroação”.
           Logo após apresentar-se no “Programa do Bolinha”,  Paulo Sérgio envolveu-se num incidente que talvez tenha provocado sua morte.
           Ele saiu do auditório para pegar seu carro, e  várias fãs o cercaram.  Uma delas, agressivamente, começou a comentar fatos relacionados à vida íntima do cantor e sua mulher, Raquel Telles Eugênio de Macedo. Já nervoso, Paulo Sérgio deu a partida em seu carro, mas, quando manobrou o veículo, foi atingido por uma pedrada no para-brisa. Ele desceu do automóvel e perseguiu a moça, que ao sentir que a coisa não era brincadeira, a moça  refugiou-se no interior de um edifício, sendo Paulo Sérgio esbarrado pelo segurança, que não o deixou entrar. 
          Sentindo-se não muito bem, foi levado a um hospital, mas não resistindo a decepção, às 14 horas e trinta minutos de terça-feira, 29 de Julho, já não havia a menor possibilidade de melhora. O cantor Paulo Sérgio estava praticamente sem vida, apenas os aparelhos mantinham sua respiração e seus batimentos cardíacos. Às vinte horas e trinta minutos, foi anunciado o fim de sua longa e dolorosa agonia. Apesar de todo o esforço feito para salvá-lo, Paulo Sérgio estava morto.
           Na capital carioca, o velório ocorreu no Cemitério do Caju. Entre os cantores que prestaram suas últimas homenagens: Antônio Marcos, Jerry Adriani, Agnaldo Timóteo e Zé Rodrix.
           Às 16 horas do dia 30 de Julho (quarta-feira), o seu corpo baixou à sepultura ao som de seu maior sucesso, “Última Canção”.
           O seu compositor era: Carlos Roberto Nascimento.

Observação: Se você quer conhecer mais o cantor Paulo Sérgio, procura em:   Wikipédia - a enciclopédia livre.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário