Seguidores

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Acadêmico e professor da UNIASSELVI de Paulo Afonso participam do III Cariri Cangaço


Cristiane Guimarães
Articuladora Uniasselvi
Pólo Presencial Fasete EAD
Paulo Afonso-BA
Contato: (75) 3501-3545 / (75) 3501-3520
Aconteceu, no final do mês de setembro deste ano, o III Cariri Cangaço, com o tema: Da Insurreição a Sedição.
O evento tem a curadoria de Manoel Severo e ocorreu nas cidades cearenses de Juazeiro, Crato, Barbalha, Aurora, Missão Velha e Barro.
O acadêmico da UNIASSELVI e escritor, João de Sousa Lima, além de ser um dos conferencistas, lançou a segunda edição da biografia de Maria Bonita.
Na oportunidade foi homenageado por suas pesquisas e livros e também foi empossado no Conselho Consultivo do Cariri Cangaço. O professor-tutor da UNIASSELVI e Paulo Afonso-BA, Alcivandes Santos, também lançou seu livro sobre o Beato Pedro Batista.
O Cariri Cangaço é um evento com impulso de preservação cultural e a pontual divulgação das diversas áreas de nossa nordestinidade. O Cariri Cangaço, por sua participação direta de uma grande leva de estudiosos, escritores, pesquisadores e interessados nos temas cangaço, messianismo, coronelismo e história nordestina em geral, tem a grandiosidade de ser o maior evento sobre as questões sociais com ligação direta com a sociedade brasileira.
Aluno da FASETE EAD e UNIASSELVI, escritor e conferencista marca presença no III Cariri Cangaço.
Os temas debatidos, as questões analisadas, as teses apresentadas e as histórias levantadas, ajustadas e expostas, transformam o Cariri Cangaço no maior centro de pesquisa e divulgação da atualidade. De modo que se tornou um disseminador das políticas Públicas, por suas divulgações, inserindo a sociedade no contexto do conhecimento de nossas raízes culturais e históricas. Tem ainda, a missão de preservar nossos fatos reais acontecidos, assim como o dever de cada vez mais socializar nossos temas, mesmo sendo eles polêmicos ou não.
“A missão do Cariri Cangaço é a propagação da história, a apresentação dos novos artistas e seus trabalhos literários, a conservação dos relatos dos velhos vaqueiros da história e a perpetuação e preservação cultural dos diferentes seguimentos de nossa Nordestinidade” declarou João de Souza Lima.
Anteriores

Enviado pelo escritor e pesquisador do cangaço: João de Sousa Lima. administrador do Blog João de Sousa Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário